Singral Cimeiro - Campelo (Figueiró dos Vinhos) - (Latitude 40.0408) (Longitude 8.23927) Altitude 673 Mts. -

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Um dia bem passado...!

Aqui bem aconchegados nas bordas da Serra ,e não obstante o isolamento e despovoamento  que caracteriza o interior do nosso lindo pedaço à beira mar plantado...nós cá vamos sobrevivendo,mas sempre a espreitar o que se passa lá fora   ( em Lisboa...!) pois por azar até temos televisão, (analógica...) e cheia de interferências, rádio e pasme-se, Internet a 1/4 de Mb.de velocidade,mas para quê mais? nós nestas paragens não precisamos de andar depressa ,mesmo que tenhamos que visualizar algum vídeo vamos visionando aos "bochechos" que cria mais expectativa e a adrenalina sobe,  como que para compensar o facto de não estarmos entalados no trânsito citadino.Na televisão e logo de manhã levamos com as notícias frescas do dia anterior! condimentadas de quando em vez com umas reportagens do exterior pela nossa querida Helena Sousa e Silva (RTP) que coitada ,sem qualquer menosprezo pela pessoa, mas como repórter ao vivo é uma nódoa e eu a pensar que era de manhã o horário nobre... não, desculpem isso é na rádio,na televisão é para os estagiários como a Helena, acham que estou a ser muito severo? bolas nem aqui na Serra me consigo ver livre dela...hã ...hã...e mais hã, na tentativa de improvisar o discurso e como as palavras não lhe afloram à mente aí vai mais uma dúzia de HÃS ou  ÃMMMs ? nem sei como escrever para simular o som irritante daquela falta de improviso...note-se no entanto que não é o único exemplar que "bota" discurso nos meios de comunicação social massivos (para as massas,mas não alimentícias)  com este terrível defeito.Ligo o rádio e, ou ouço estilos dos que pensava eu que só existiram no tempo da pirataria,ou fico aqui no meio da serra a ser informado que o trânsito a seguir ao radar no aeroporto está congelado (desculpem ,congestionado!) chama-se a isto uma forma de promover a descentralização.
Depois de tomar o pequeno (Grande) almoço,lá me dirijo estrada fora na minha viatura,para dar o meu contributo à sociedade e ganhar uns trocos que em boa hora me apareceu para contrariar o estatuto de desempregado que envergava há já algum tempo, e não é que de vez em quando me cruzo com alguns espécimens  da fauna local o que me faz sentir de facto mais distante daquilo que ouço na rádio ou televisão.
Durante o dia, ouvi dizer que ia haver um grande acontecimento desportivo e que até os Srs. Deputados lá para baixo em Lisboa iam fazer um interregno no seu árduo labor para disfrutarem de uma sessão televisiva durante o horário de trabalho... é este o exemplo? será que depois fizeram horas extraordinárias pagas a peso de ouro e livre de impostos para porem em dia os trabalhos interrompidos?afinal , tantos feriados, tanta necessidade de produção e não chega verem em diferido no final da jorna?parece que não,tem que ser ao vivo para que as emoções fiquem sincronizadas em simultâneo,facciosismo ? não... Patriotismo !
No final do dia de trabalho e contente com os escassos euros conseguidos pelo contributo dado à comunidade,é o regresso em sentido contrário até ás "bordas" da serra na busca de algum sossego,mas,como também não sou perfeito caio na tentação e ligo a televisão para saber um pouco mais sobre o que se passa para além fronteiras (da serra...) e logo ouço insistentemente e doentiamente  falar de milhões para aqui, milhões para ali ,cortes aqui cortes acolá,e que não se corta o ordenado dos trabalhadores,de determinadas instâncias estatais porque não são cargos políticos,aí fiquei mais descansado porque não tendo eu um cargo político não iria ver o meu magro ordenado ser violentado...assim continuei a jantar com mais apetite ,mas logo o cansaço acumulado e o aumento da irrigação sanguínea do estômago me criou um estado de sonolência tal que rapidamente me desliguei da realidade e encetei uma viagem pelo mundo da fantasia, e amanhã será igual? 

Sem comentários: