Singral Cimeiro - Campelo (Figueiró dos Vinhos) - (Latitude 40.0408) (Longitude 8.23927) Altitude 673 Mts. -

quarta-feira, 27 de dezembro de 2006

Pormenores ...

Como devem ter reparado não tenho aparecido, o Inverno finalmente chegou, e de uma forma geral ele (O inverno) promove uma certa letargia nas mais diversas actividades...Aqui pelo Singral tudo na mesma ... a mesma estrada (com mais buracos) a mesma beleza (na paisagem) a mesma sensação que estamos desprezados (mas não é assim a regionalização?) e ao nosso redor muitas outras subtilezas se vão repetindo (Ex. o mesmo jeep no mesmo sítio...) e depois digam que sou má lingua.
Desejo enfim a todos os meus leitores, um óptimo início de ano (2007) passem bem e vamos esperar por melhores dias, vão aparecendo ok? eu por cá bem felizmente !




Um fogo ...


Aspecto do meu local de trabalho durante cerca de três meses no ano de 2004... (Para esquecer!)





Fruto dos ventos fortes que se tem sentido aqui no Singral, esta árvore não resistiu e caiu... dirigi-me pessoalmente ao gabinete da protecção civil da Câmara municipal de Figueiró dos vinhos a pedir ajuda para remover a mesma, e também para reparar os cabos de energia eléctrica que alimentam a casa da família "Covas" foi-me dito que vinham e se fariam acompanhar do piquete da EDP mas até hoje ... NADA !

A data da foto corresponde ao dia da minha participação...




A ribeira vai cheia...

A tal história que tinha para contar...(As vigias florestais e a DRABL!)

Uma história de revanchismo

Foi no ano de 2004 , que após uma situação difícil de desemprego me decidi candidatar a “Vigilante Florestal” . Assim dirigi-me á DRABL (Direcção Regional da Agricultura da Beira Litoral ) na Lousã e inscrevi-me .
Eis que iria poder ganhar uns “trocos” fazendo algo que eu pensava ser de extrema responsabilidade.
Portanto, comecei animado de um espírito interessado, responsável e profissional no início da época de 2004, pois acabei por ser chamado a prestar serviço na Vigia de Alvaiázere (42.7). Fazia mais ou menos 100Km por dia para me deslocar ao local, na minha viatura ,não obstante ser oneroso, feitas as contas ainda sobrava o suficiente para o esforço desenvolvido...
Mas eis que cedo me apercebi,que o sistema era uma “bandalheira “ institucionalizada... ou seja, as comunicações eram deficientes (do ponto de vista técnico) difícilmente se conseguia falar com qualidade técnica, para o centro coordenador que se situava em Leiria (Centro 06) e ainda se acrescia o facto de a maioria dos operadores das diferentes vigias , não cumpria as mais elementares regras nas comunicações via rádio.
Os fogos florestais, foram sempre um mal que a mim me preocupou bastante , assim, nesta actividade eu pensei que poderia dar um contributo útil á sociedade e participar com afinco no combate a este flagelo...
Mas quando as comunicações se entupiam , por erros de alguns operadores não respeitarem as regras, ora por deficiente instalação dos equipamentos , ou ainda por alguns impropérios vindos não se sabe de onde ... pois até se usava o canal rádio atribuído a este serviço para se combinar onde se ia jantar no dia seguinte, ou ainda para comentar os jogos de futebol, o José Farinha incrédulo tentava pôr “ordem” na frequência fazendo alguns reparos, na expectativa de que o centro coordenador ,através dos seus responsáveis chamassem a atenção para estes desvarios, tentativas estas que de imediato recebiam apupos dos “históricos” dizendo entre outras coisas que eu tinha a mania que era mais do que os outros... (?).
Apesar de tudo, na época dos incêndios de 2005 ainda me chamaram, mas desta vez para prestar serviço na vigia “42.1” (St.António da Neve-Lousã) , mais uma vez fui confrontado com uma série de problemas, semelhantes aos descritos anteriormente, a bandalheira continuava ! não conseguia falar com o meu centro coordenador (Leiria) tudo porque os rádios eram mal instalados, as antenas mal escolhidas de acordo com as necessidades de cada posto , não tinham pessoal especializado para fazerem estas montagens...óbviamente que o meu sentido crítico foi-se manifestando e começei a ser incómodo porque ao que parece, haveria interesse que este estado de coisas fosse permanecendo (?).
Ouvi comentários dos mais diversos, relativamente a anteriores vigilantes que passaram por esta vigia ,que nem quis acreditar, qualidade era coisa que não se procurava para esta actividade! E continuo sem saber quais são os critérios que presidem á selecção do pessoal para esta actividade ... (mas quem sou eu para tentar saber tal coisa?).
Se a detecção precoce dos incêndios e a consequente activação dos meios de combate em tempo útil é uma forma de obter sucesso nesta actividade, o certo é que, e de acordo com a experiência que tive, o trabalho das vigias florestais me pareciam uma brincadeira...uma vez, após uma chamada que fiz com alguma insistência para dar as coordenadas de um foco de incêndio, foi-me respondido pelo centro, que aguardasse, que oportunamente me chamavam...(?) e isso aconteceu cerca de 10 (dez) minutos depois...! (sem comentários).
No início da época de 2005, ao telefone com o responsável da DRABL(Engº Joaquim Paúl) atrevi-me a criticar o” modus operandi” do dito responsável,(educadamente note-se!) com relação ao facto de estarem quatro homens sentados á porta da vigia durante dois dias esperando que a viessem abrir para se iniciar a actividade,(tinham-nos pedido para estarmos ao serviço ás nove horas da manhâ, dois dias antes..?) .O centro 06 já ia chamando por nós via rádio,conforme nos foi dito pelos sapadores que nos iam visitando no giro de jeep e nós no meio da rua... (Serra ) facto que era desconhecido pelo responsável do centro, Sr. Eng. Otávio, eu próprio informei o centro 06 que ainda estávamos na rua sem acesso ao posto e que nada sabíamos relativamente a este atraso aí foi-me dito para falar com o Sr. Eng. Paúl pois ele é que era o responsável , escusado será dizer que depois desta interpelação me candidatei a ser “corrido” e assim foi !
Na época de fogos deste ano (2006) não fui chamado a prestar serviço, esta foi a recompensa da minha dedicação... (?).
Cheguei a pensar escrever uma carta ao Sr. Ministro da Administração Interna dando-lhe conta do mau serviço prestado pela rede Nacional de vigias, mas cedo me desmotivei pois nem sei se seria ele a lê-la .resta-me a esperança que para o ano as coisas corram melhor, e que, de uma vez por todas, sejamos todos mais profissionais que é o que falta neste País. Ouvi dizer,que vai ser a GNR a tomar conta desta problemática , penso que tenho todos os motivos para acreditar que este serviço vai melhorar.
Assim e em geito de desabafo quero tecer aqui umas palavrinhas especialmente dirigidas ao Sr. Eng. responsável na DRABL,(Sr.Joaquim Paúl) por esta atitude revanchista que em muito dignifica a eficiência do serviço que tutela.
“Saber ouvir é um aspecto da maturidade do “líder” .Maturidade que está relacionada com os tipos de experiência da sua aprendizagem e não de quantos anos de liderança celebrou, liderança tem mais a ver com a forma de lidar com as pessoas –ouvir, motivar, compartilhar, orientar e delegar- do que contabilizar quantos “funcionários” tem na sua equipa. Há pessoas que confundem o papel do “líder” com o de um narrador de histórias .Falam tanto que até nem sabem se tudo o que dizem é ouvido pelos demais, mas para eles pouco importa. O que vale mesmo para “estas” pessoas é a oportunidade de mostrar que sabem ,que entendem do assunto, que dominam a área, que já viveram aquela situação e, portanto, não aceitam sugestões. Coitados daqueles que estão á sua volta. Em diferentes casos esse comportamento é motivado simplesmente por insegurança e necessidade de se impor ao grupo, fazendo-o pelo palavreado. É cada vez mais comum este tipo de “líder” nas organizações , infelizmente. O verdadeiro Líder consegue o respeito dos seus liderados à medida que ouve as suas opiniões ,ideias, críticas, sugestões e até mesmo dificuldades em relação ao trabalho que se preconiza desenvolver.
Não saber controlar os impulsos temperamentais ou de histeria e não escutar os seus liderados, são fundamentos que proporcionam o esvaziamento da própria liderança, e, por consequência motivam e promovem o egocentrismo, que leva ao isolamento, embora rodeado de alguns “adesivos”, a queda de um líder é tanto maior quanto maior for a fragilidade dos alicerces das bases que empolgaram a liderança . Numa altura em que se fala muito,em diminuir os funcionários do Estado em nome de uma gestão mais equilibrada e aumento de produtividade, deixo aqui este meu desabafo como elemento de reflexão,para aqueles que tiverem que decidir quem vão mandar para a rua, e que de uma vez por todas se dê primazia á hierarquia de competências. Desculpem se me alonguei, mas tinha que o fazer, para ficar bem comigo! Saudações a todos os meus amigos leitores, José Farinha.

domingo, 22 de outubro de 2006

O SILÊNCIO

Subscrevo inteiramente !




O SILÊNCIO



Dou os meus passos com frequência por Lisboa. Caminho naquela confusão citadina que todos conhecem ou de que ouviram falar. E sucedeu que uma vez – no meio da agitação da gente apressada – pousei os olhos numa frase diferente, pintada na chapa de um autocarro. Era de Almada Negreiros. Dizia ele, ali no amarelo do autocarro, que se alimentava do silêncio...
Veio-me logo à cabeça o contraste, pois estava no ambiente ideal para isso. Nós hoje já não nos alimentamos do silêncio.
A verdade é que – muito pelo contrário – fugimos dele.
Ligamos a televisão quando estamos sozinhos em casa , mesmo que não olhemos para ela ; levamos música quando prevemos uma viagem ou um espaço vazio no dia; vamos descansar do trabalho para uma discoteca.
É saudável , sem dúvida , o desejo de companhia, o gosto por estarmos ocupados; a música e, até, o bulício. Somos gente do mundo e este é o nosso lugar, do qual tanto gostamos.
Precisamos do trabalho, do ruído, da agitação para nos sentirmos vivos.
Porém, faz também parte da nossa natureza o recolhimento. Somos seres racionais: os nossos gestos deviam ser pensados; os nossos sentimentos e as nossas intenções deviam ser analisados; devíamos avaliar o significado dos acontecimentos; era preciso que forjássemos uma opinião acerca de muitas coisas, novas e velhas. Devíamos construir os nossos princípios a partir de dentro, e não com base em meia dúzia de anúncios publicitários, no que ouvimos no café, na novela ou no noticiário, ou no que lemos num livro que uma grande campanha publicitária colocou na moda.
O silêncio permite-nos ter uma vida por dentro, qualquer coisa que flutua por cima da pressa, da confusão das sensações, das notícias de jornal. Qualquer coisa que – para dizer de outra forma – permanece em sossego, como o fundo do mar, muito longe do reboliço superficial das ondas e do vento.
É pelo silêncio que se entra nesse lugar. E era importante que lá entrássemos, porque só assim nos aproximaremos da nossa dimensão humana. Todos devíamos ter um pouco de pastor ou de marinheiro, os clássicos vizinhos dos grandes horizontes e das estrelas.
É dentro de nós que nos podemos conhecer a nós mesmos e conhecer verdadeiramente o que são as coisas e as pessoas e os acontecimento. Dentro de nós é que havemos de encontrar as sementes do ideal, do sonho nobre, da força para resistir e avançar. E se houver Deus é dentro de nós que O podemos conhecer bem.
Por que fugimos, então, de estarmos a sós connosco mesmos? Por trás de uma série de razões superficiais – não totalmente verdadeiras – como a falta de tempo, de gosto, de hábito ou de paciência, existe um único motivo real: temos muito medo da verdade; receamos pensar naquilo que nos pode complicar a vida.




( Texto retirado do jornal “ A COMARCA” de 31 de Julho 2006 da autoria de Paulo Geraldo
)

O "site" da Câmara de Figueiró dos Vinhos.

Nós já tinhamos reparado... mas como fomos advertidos por um leitor nosso, aqui fica uma dica. Para quando a finalização da actualização do "site" oficial da Câmara de Figueiró dos Vinhos ?

Sr. Bispo de coimbra visita a Freguesia de Campelo

Temos a informação de que no próximo dia 27 de Outubro o Sr. Bispo de Coimbra , Albino Mamede Cleto, visitará todas as capelas da freguesia de Campelo, e no dia 5 de Novembro o Sr. Bispo visita a paróquia de Campelo ,com a realização de uma missa pelas 15 horas , seguido de um lanche partilhado nas instalações do "Convívio" de Campelo .
De salientar que há largos anos esta freguesia não é visitada por tão ilustre visitante.

sexta-feira, 22 de setembro de 2006

A estrada para o Singral (Continuação) !


As primeiras chuvas já chegaram! mas o Inverno ainda não...as primeiras mazelas já se manifestam, em todo o caso, é de justiça dizer-se que houve uma intervenção de compromisso, com uma máquina da Junta de Freguesia nos dias seguintes, a pedido do nosso vizinho Guilherme, ao Sr. Presidente Vitor Vinhas os nossos agradecimentos ,e continuamos a aguardar uma solução mais eficaz ,que segundo julgamos saber será ainda antes do Inverno começar...

quarta-feira, 20 de setembro de 2006

A dura realidade...

Registamos com profunda tristeza, o facto da Srª Maria de Jesus Piedade Varandas ,ter falecido hoje ,vítima de doença prolongada.

O funeral realiza-se amanhâ dia 21-Setembro- pelas 16 horas no cemitério de Campelo.

Esta senhora era natural do Singral ,pessoa muito acarinhada por todos, ainda nos deu o privilégio da sua presença na festa do Singral no passado mês de Julho,

os nossos mais sinceros pêsames á sua família. " João e Herminia"

Longa ausência ?

Bem, sem dúvida que devo alguma explicação aos meus leitores mais assíduos, na verdade o mês de Agosto foi ,como devem calcular ,repleto de mudanças na rotina da aldeia, muitos vieram cá passar as suas férias e encheram de vida este lugar,que fora desta época se mostra tranquilo ,só com alguma da sua fauna natural a manifestar-se ...
O facto é que com tanto que fazer que me surgiu, só tenho tido tempo para fazer recolhas e estou a aguardar uns momentos com mais calma para as publicar, irei falar entre outras coisas ( só para abrir o apetite) da presença do Sr. Amândio (CT1BVP)... das eleições no "Penico" e de um relato de uma experiência única que tive como vigia florestal nos dois anos anteriores... tenham paciência mas dentro de alguns dias surgirão as novidades, em todo o caso gostaria de referir que quem quiser contribuir com algum artigo para ser aqui publicado, poderão enviá-lo para o meu email que está disponível aqui no Blog, um bem haja a todos, J.Farinha.

4ª sessão ordinária da assembleia de Freguesia de Campelo

Para os nossos leitores interessados informa-se que a 4ª sessão ordinária da assembleia de freguesia de Campelo, se realizará no próximo dia 30 de Setembro pelas 11 horas , na sede da Junta de freguesia em Campelo. Sabemos que o Sr. Presidente da Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos foi convidado a estar presente ,contudo não podemos garantir a sua presença na citada sessão ,uma vez que poderá haver algum assunto agendado e inadiável.

sexta-feira, 15 de setembro de 2006

Mais um aniversário no "Penico"


Desta vez foi o actual presidente da Direcção que completou mais um ano de vida, parabéns ao Sr. Fernando Jales !

terça-feira, 5 de setembro de 2006

Aniversário no "Penico"

Desculpa Paulo mas não resisti á tentação...



O novo elenco directivo do "Penico" convidou formalmente a sócia Herminia ,para assegurar um funcionamento mais regular da casa de convívio ,e assim tem sido desde o dia 28 de Agosto,temos indicações de que a generalidade dos sócios está satisfeita com a nova vida desta casa.
Registámos a solidariedade de todos, quando , a 5 de Setembro a Hermínia completou mais um aniversário, obrigado a todos pela simpatia e acolhimento que demonstraram.

sábado, 26 de agosto de 2006

Bruxaria ... (?)

Pela morte de uma Videira !



Eleições no "PENICO"

Em assembleia geral, foram eleitos novos corpos sociais na casa de convívio "O Penico"




Actuais corpos sociais da “Casa de convívio “O PENICO”
Eleitos em assembleia geral no dia 26 de Agosto de 2006.

Direcção

Presidente - Fernando Olímpio Jales
Vice Presidente- Luis Manuel Nunes Ferreira
1º Secretário - Engº Carlos Campos Santos
2º Secretário - Vitor Manuel Tomás
Tesoureiro - Dr. António Jorge Queirós Campos
Acessores - Lúcio Manuel Martins Mendes
Vitor Alberto Nunes dos Santos
Aurélio Carvalho

Conselho Fiscal

Presidente - Dr. Ricardo Marques
1º Secretário - José Carlos Simões Santos
Relator - Armindo de Jesus Varandas


Assembleia Geral

Presidente - Fernando Simões Santos
1º Secretário - Luis Fernando Mendes Jales
2º Secretário - Drª Paula Tomás
-

quarta-feira, 23 de agosto de 2006

Amândio (CT1BVP) em férias no Singral!

CT1 BVP - No seu shack aqui no Singral obrigado pela tua companhia e amizade!







Amândio o "Eloquente" !









Eis que fomos presenteados pela presença do nosso colega e vizinho Amândio aqui no Singral, enquanto disfrutava das suas merecidas férias, fomos surpreendê-lo a tentar hipnotizar o " Alfredo" um já nosso conhecido sapo que habita num buraco contíguo á sua casa...

terça-feira, 22 de agosto de 2006

Ainda a festa de Alge

Fomos até lá,fomos bem recebidos e sem dúvida que decorreu maravilhosamente bem, e como a "menina da gaita" também lá esteve aqui fica uma "instantânea" tirada pelo nosso colega CT2IQE, o mordomo não esconde o contentamento...

LIVRO DE VISITAS

Em vez de comentarem nas próprias mensagens ,poderão colocar aqui os vossos comentários ,sugestões ou críticas, para que apareçam todos juntos, para facilitar a consulta dos mesmos.Se quiser fazer referência a alguma mensagem em particular, basta para o efeito citar o título da mesma e a data.
No entanto, decidi a partir de hoje (27 Dezembro 2008) reabrir os comentários nas próprias mensagens por sugestão de vários leitores nossos, as opiniões manifestadas apontam para uma melhor fluidez de comentários e melhor direccionados, vamos testar... obrigado a todos ,José Farinha.




domingo, 13 de agosto de 2006

Ainda a Festa de Alge



Aqui vemos o nosso colega e vizinho "CT2IQE" testando o seu novo eqipamento de "onda curta" tipo "Italiana" ... e ainda uma visão do público presente nessa altura.

sábado, 12 de agosto de 2006

Artesanato- Singral Cimeiro representado na Feira Anual de Pampilhosa da Serra

Agosto, dia 12 de 2006




Mais uma vez a Herminia se fez representar na Pampilhosa da Serra,
muito público muita festa e um óptimo acolhimento ,recolhemos o momento em que o Sr. Presidente da Câmara visitou o stand de Singral Cimeiro.

Iniciativa em Campelo

quarta-feira, 9 de agosto de 2006

Alge em festa

Bom caríssimos leitores, como já vem sendo hábito e particularmente nesta altura do ano, as festas tradicionais são comuns a muitos lugares, agora é a vez de falarmos do lugar de Alge ,os nossos vizinhos, assim fica para os interessados o cartaz das festas que este ano vão ser realizadas no átrio habitual mas todo ele remodelado, novo piso,nova iluminação da capela, e novas pinturas, (este pessoal não dorme em serviço...) parabéns e votos de sucesso para a vossa festa. fica também uma foto da Capela (pintada de novo) e mais qualquer coisa, :)





sábado, 5 de agosto de 2006

OTradicional almoço (continuação)





Foi aqui neste pequeno mas eloquente discurso que o Sr. Presidente reiterou uma vez mais a vontade do município em nos melhorar o acesso no mais curto espaço de tempo possível.




sexta-feira, 4 de agosto de 2006

O Tradicional almoço

Como já é habitual todos os anos, na segunda feira seguinte aos festejos aqui no lugar,realiza-se um almoço convívio com todos os que ainda por cá ficaram e a todos os amigos que nos visitam.
Desta vez ,os "mordomos" e de uma forma geral todos nós ,achámos por bem convidar o Sr. Presidente da câmara para se juntar a nós neste singelo mas são convívio, o qual aceitou de imediato o n/convite ,de igual modo se convidou o Sr. Presidente da Junta de freguesia que não pode vir pois estava a gozar as suas merecidas férias.
A presença do Sr. Presidente Rui Silva assim como o Vice Presidente da Câmara e ainda o Jornal "A Comarca" foi muito apreciada pela população, para além do almoço tivemos oportunidade e de uma forma sintetizada de mostrar um pouco do nosso lugar aos distintos convidados ,assim como dar-lhes a conhecer os nossos principais problemas,já em geito de despedida registámos um facto insólito foi o nosso vizinho Vitor (Carocho) que ao despedir-se do Sr. Presidente a emoção fez com que algumas lágrimas saltassem de emboscada enquanto em tom trémolo comentou... " há cinquenta anos que estou aqui e não me lembro de alguma vez ter vindo aqui um Presidente de Câmara almoçar connosco..."
Ficam algumas fotos para testemunhar este acontecimento.




Internet no Singral versus PT

Bom meus caros amigos leitores, já vai sendo tarde , e para aqueles que sabem disto ,digo-vos que esta actualização já dura á 2,30 horas !!! nesta linha analógica -pré -histórica- assim tenho que me retirar e deixar a notícia da segunda feira 31 para uma próxima sessão!
A portugal telecom não quer saber da banda larga aqui na zona, ao contrário do que se diz nos grandes meios de comunicação, nem todo o interior disfruta dessa maravilha tecnológica, se houver aí alguém que conheça o Sr. Ministro pessoalmente transmita-lhe este desabafo.
Há... já agora, voçês sabiam que a PT me deve 25 Euros +uma série de aborrecimentos, despesas em selos há cerca de 5 meses e não me paga? o cheque já terá sido processado mas se calhar não o meteram no correio ... :)


Obs: Cinco meses depois,finalmente pagaram-me!

Agrupamentos...


O espírito de união ficou patente.



Um desejo

As melhoras do nosso vizinho Garola,e que para o ano nos encontremos de novo.

Fotos e palavras "soltas"

Este ano os Gaiteiros de Miranda trouxeram uma novidade... uma "Gaiteira" e até se portou á altura , obrigado pela vossa presença.




Esta é a menina da Gaita... ! Obrigado pelo comentário .






Como vêem o "leiloeiro" não perde a prática...



Ai Zé que tenho tanta febra prá assar ... !


O reencontro ?

Também tivemos visitantes vindos do Canadá, um beijinho á Claudia , I Hope to see you again !

A Herminia e a "sueca".

Agora sou a habitante permanente,sabem lá como é bom no periodo da festa do lugar, ouvir tantas crianças a rir e a brincar,e também é muito agradável, ver jovens passarem tantos dias aqui, um beijinho especial para o Ricardo e Carla os meus companheiros da "sueca";)

Tendências...

A aguardente feita cá no Singral até os põe a tocar concertina...






quinta-feira, 3 de agosto de 2006

A Doçaria

A artesã local, depois de várias solicitações lançou-se no mundo da doçaria...e aceitou o desafio, no final o resultado foi este...



A Procissão

No domingo dia 30 pelas 17 horas realizou-se a tradicional missa , efectuada pelo Sr. Padre António Mendes Antunes, na singela, mas lindíssima capela do Singral, cuidadosamente ornamentada com uma profusão enorme de flores naturais, de seguida a procissão teve o seu início com uma participação elevada.