Singral Cimeiro - Campelo (Figueiró dos Vinhos) - (Latitude 40.0408) (Longitude 8.23927) Altitude 673 Mts. -

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

A entrevista que ainda ninguém fez aos serviços Municipais de Protecção Civil,dos Concelhos afectados pelos fogos...

A entrevista que ainda ninguém fez aos serviços municipais de protecção civil dos concelhos afectados pelos incêndios em 2017, o que mudou desde então?
1. Funcionam 24horas por dia todos os dias do ano?
2. Fazem acompanhamento permanente de riscos colectivos?
3. Quantos licenciados em protecção civil, e outros técnicos superiores possuem?
4. Fazem monitorização permanente da informação meteorológica no concelho?
5. Nos concelhos de menor dimensão, uniram-se em comunidades intermunicipais de protecção civil?
6. Quantos técnicos operacionais possuem e com que valências técnicas?
7. Quantos veículos possuem e com que funções?
8. Possuem rede de radiocomunicações municipal ou intermunicipal?
9. Possuem todas as viaturas equipadas com rádio da Rede Estratégica de Protecção Civil (REPC)?
10. Todas as juntas de freguesia estão equipadas com rádio da REPC?
11. As juntas de freguesia, e a sala de operações municipal possuem rádio CB 27MHz e PMR446 para comunicar com a população?
12. Que sistemas de aviso à população colocam ao dispor (SMS, Difusão Celular, Rádio Local, TV, redes sociais,…)?
13. Possuem Unidades Locais de Protecção Civil (ULPC), com voluntários formados para a prevenção e intervenção em todos os riscos colectivos?
14. Quantos voluntários possuem as suas ULPC?
15. Que equipamentos foram disponibilizados a cada ULPC?
16. As ULPC possuem meios de comunicação REPC e bandas cidadãs?
17. Foi disponibilizada formação sobre riscos colectivos em protecção civil, socorrismo, prevenção e primeira intervenção contra incêndios, e operação rádio, bem como inerentes equipamentos às aldeias mais isoladas que possuam pessoas capazes de operar esses equipamentos?
18. Foram disponibilizados rádios CB e PMR446 às aldeias?
19. Foram disponibilizadas mangueiras, agulhetas, chaves de boca de incêndios, reservatórios de água, motobombas, às aldeias que careçam desse equipamento para sua autoprotecção?
20. Foram identificados ou construídos abrigos seguros e/ou pontos de encontro para situações de incêndio, tornado, e outros riscos?
21. Possuem planos de emergência actualizados e contendo a inventariação de recursos e carências?
22. Os planos de emergência foram difundidos por toda a população?
23. Todas as vilas, aldeias, e bairros têm plano de auto-evacuação da população, que considere a evacuação das pessoas com necessidades especiais?
24. Existe sinalética de protecção civil nos pequenos e grandes aglomerados populacionais?
25. Existe plano de exercício anual envolvendo toda a população?
26. Existe plano anual de manutenção das competências das pessoas, e operacionalidade dos equipamentos?
27. O SMPC possui Equipas de Reconhecimento e Avaliação de Situação com formação, e capazes de encaminhar aos locais de sinistro as equipas de socorro vindas de fora da zona que não conheçam o território em causa?
28. O SMPC possui inventário de recursos para dar a primeira resposta social, nomeadamente de alojamento temporários, e acesso a bens de primeira necessidade, a desalojados?
29. Foram formadas equipas de voluntários de intervenção social em cenários de protecção civil?
30. As entidades que disponibilizam apoio social e humanitário, bem como as demais que possam concorrer para fins de protecção civil, estão dotadas de rádio da REPC?
31. Os SMPC possuem ligação permanente aos radioamadores, e protocolo de articulação em cenários de acidente grave ou catástrofe?

Fonte: (Aprosoc-Associação de protecção e socorro)

Sem comentários: