Singral Cimeiro - Campelo (Figueiró dos Vinhos) - (Latitude 40.0408) (Longitude 8.23927) Altitude 673 Mts. -

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Fauna no Singral

Desta vez consegui observar e fotografar ao vivo aquele que dá o nome ao meu signo!




3 comentários:

Rui Romão disse...

Lacrau


No nosso país só existe apenas uma espécie de escorpiões, o Buthus occitanus, mais conhecido por Lacrau. Esta espécie pertence à família Buthidae, mas o seu veneno não é capaz de matar um adulto saudável. É necessário especial cuidado com crianças, idosos e alérgicos.

O Lacrau distribui-se por todo o território nacional e pode ser encontrado em Trás-os-Montes ou no Algarve. É particularmente comum em regiões áridas. São uma espécie protegida e não podem ser recolhidos da natureza para serem mantidos em cativeiro.


Vítima

As crianças, alérgicos e idosos são os que mais riscos correm com a picada de um escorpião. Nas crianças, por serem pequenas, o veneno espalha-se mais rapidamente e os alérgicos podem fazer reacções fatais às picadas, que noutras pessoas são inofensivas.


Local da picada

A grande maioria das picadas concentra-se nas mãos e nos pés. A pele mais grossa destas zonas faz com que o veneno não penetre tão profundamente, o que faz com que estas sejam zonas de menor risco no corpo.


Tratamento

A picada dos escorpiões é geralmente dolorosa. A zona picada fica inchada, vermelha e pode até haver uma ligeira paralisia. Se se tratar de uma picada de uma espécie pouco tóxica em adultos e não alérgicos, basta aplicar gelo no local. Se a picada for em crianças com idade igual ou superior a 5 anos, em alérgicos ou idosos, o médico deve ser consultado no momento.

Nos casos mais preocupantes, deve ser feito um garrote junto à zona picada, semelhante ao que é feito com picadas de cobras. A pessoa picada deve ficar em repouso absoluto e não devem comer nas horas seguintes. Nestes casos pode haver espasmos musculares e hipotensão ou nas situações mais graves podem ocorrer paragens cardiorespiratórias, que geralmente levam à morte.

José Farinha disse...

Não sabia que te fascinava tanto o mundo dos escorpiões...Gostei do comentário!Vai batendo ao ferrolho.

Eventualmente Retratista disse...

Escorpiões em Portugal? Esta não esperava
=)