Singral Cimeiro - Campelo (Figueiró dos Vinhos) - (Latitude 40.0408) (Longitude 8.23927) Altitude 673 Mts. -

domingo, 28 de março de 2010

Companhia de Teatro do Ribatejo



Estas foram as imagens finais do belíssimo espectáculo que fomos assistir esta tarde no Clube Figueiroense,uma peça simples despretensiosa mas cheia de significado, e bem salpicada com humor,e algumas canções que alegraram toda a audiência,enfim, mais uma daquelas histórias que nos conta como uma família humilde se cruza com outra de abastados, tendo como denominador comum o facto de cada um dos seus filhos se terem encontrado e acabado por contrair matrimónio em ambiente bem controverso,uma boa maneira de passar um Domingo à tarde.
A sala não tinha lotação esgotada ,mas ainda assim foi bastante a afluência,durante o intervalo tivemos que nos esgueirar ao exterior para tomar uma bica ...pois o bar interno não estava a funcionar.

sexta-feira, 26 de março de 2010

Agradecimento aos leitores atentos

Os nossos agradecimentos aos sempre atentos e solícitos leitores ,que desta vez foi o Tózé Lima.
Graças à informação prestada por este leitor foi agora mesmo inserido na lista dos "blogues sugeridos por nós" o Link do site dos Bombeiros Voluntários de Figueiró dos Vinhos.

Bombeiros Voluntários de Figueiró dos Vinhos

Há cerca de uma semana, o Singral foi visitado pelo Sr.presidente da Associação dos Bombeiros Voluntários de Figueiró dos Vinhos numa das suas digressões pelo Concelho, troquei algumas impressões com ele, e a dada altura foi-me dito que a associação já tinha um "sítio" na Internet ,hoje mesmo tentei incluir o "link" respectivo na nossa lista de sites sugeridos por nós e...vasculhei por tudo quanto é sítio, mas, "nabice" minha, e não o consegui encontrar ,aí decidi telefonar para a corporação, a perguntar qual o endereço electrónico do mesmo,de súbito deparei-me com outro problema e qual é o nº? agarrei na "Comarca " que estava aqui mesmo ao meu lado, e procurei na lista dos telefones úteis ,só farmácias!!! troquei pelo "Ribeira de Pera" e fiz a mesma tentativa..."niqueles!" ,então desesperadamente vasculhei a internet e através do google lá descobri o nº de telefone dos bombeiros de Figueiró  (236552122). Liguei finalmente, e cordialmente disse o que queria a quem me atendeu,dizendo apenas que gostaria de visitar o site,mas infelizmente o "atendedor" também não sabia...agradeci contudo a disponibilidade e a atenção, e fiquei a coçar na careca e agora?
Se alguém me puder informar agradeço,porque além de ter muito gosto em disponibilizar essa informação aqui,eu próprio gostaria de visitar o dito cujo, inté.
                                                               


Já agora, que vem mesmo a propósito, divulga-se esta iniciativa. 

Integrado nas Comemorações dos 75 anos dos Bombeiros Voluntários de Figueiró dos Vinhos, decorrerá no próximo dia 28 de Março, pelas 10 horas, um Encontro de Fanfarras.
Esta iniciativa contará com a presença de 16 Fanfarras, totalizando cerca de 580 elementos, que irão desfilar no centro da vila de Figueiró dos Vinhos.
(Informação prestada pelo Gabinete de imprensa da Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos)


quinta-feira, 25 de março de 2010

Simplesmente assim...

Desde o primeiro dia que decidi fazer este "blog", nunca pensei em atingir grandes níveis de "audiência",  até porque muito pouco sabia destas lides ,e sempre pensei que os assuntos que eventualmente trouxesse aqui ,teriam sempre um interesse muito restrito, confinados apenas aquela "meia dúzia" de pessoas ligadas a esta terra tão esquecida ,mas tão singela e hospitaleira,para além disso a motivação era acima de tudo uma maneira de me exercitar um pouco mais na escrita e "queimar" algum tempo livre de uma forma diferente,mesmo que não fosse lido por ninguém isso não me incomodava,há aqueles que vão ao futebol outros que jogam ás cartas ,outros que que passam o seu tempo livre das mais variadas formas, cada um procura dispender o seu tempo livre  da forma  que mais lhe agrada,reparei contudo ao longo desta experiência ,que já vem desde Janeiro de 2006, que afinal isto é um veículo de informação que pode ter alguma influência em quem nos lê, e depressa aprendi que se tem que ter muito cuidado com aquilo que se diz, principalmente se se põe a descoberto interesses menos transparentes de terceiros,mesmo que a intenção seja apenas e meramente informativa,apesar de ser muito comedido e de apenas mostrar um ou outro  aspecto do dia a dia local, já comecei a sofrer atitudes de revanche por parte de alguns "incomodados". Sobre este assunto irei escrever um dia com mais pormenor.
Decidi desde o princípio não fazer um blog anónimo, e por isso os riscos são maiores, e  perguntam vocês... então mas este "blog" rural, humilde e insignificante chateia alguém? pois é...simplesmente assim.
Vou continuar, enquanto for tendo tempo livre ,mas sempre com a noção que não poderei arriscar publicar verdades que chateiam,e optar por outras formas de escrita que não criem susceptibilidades aos fregueses desta tasca. (viva à liberdade de expressão!).
Para finalizar esta minha dissertação de hoje, apenas vos digo que estou muito triste pelo facto de saber que andam vizinhos meus(blogs) a utilizar fotografias aqui publicadas, sem referirem a sua origem...era um risco eu sabia,mas sempre acreditei no bom senso e profissionalismo dos colegas,não é que faça muita mossa é apenas uma questão de ética.Na verdade, salvo raras excepções, a pouca informação que aqui coloco vou eu à procura dela e isso dá algum trabalho (mas também prazer),inté.

quarta-feira, 24 de março de 2010

O Desalojado...

Hoje no regresso a casa,e mesmo junto à berma ,na zona onde andam a cortar as árvores, dei com este espécimen como que atarantado à procura de refúgio...



terça-feira, 23 de março de 2010

Mutações na paisagem ao redor do Singral.

Já há vários dias que decorrem trabalhos de desflorestação em áreas contíguas ao lugar do Singral, conforme as fotos documentam, e a paisagem está a modificar-se... sensação estranha para quem tem de atravessar diáriamente o caminho municipal, em asfalto, que dá acesso ao lugar.Pedimos educadamente para que os trabalhos decorressem sem que as viaturas pesadas danificassem este caminho, que tanto trabalho deu a ser conseguido e que levou mais de meio século a ser construído...e que foi um investimento pesado para o Município, e uma velha aspiração para as gentes do Singral,então não é que ,hoje mesmo de manhã ,vimos a circular uma viatura pesada com lagartas estrada acima? como se isso não pusesse em risco a integridade física da estrada? Será que o nosso pedido tem algo de extraterrestre? enfim ,cá se vai andando com a cabeça entre as orelhas!





Feira de velharias em Figueiró dos Vinhos

Teatro em Figueiró dos Vinhos


Uma óptima oportunidade para todos nós aqui no interior, para fugir à rotina e disfrutar-mos de um bom pedaço de cultura e lazer.Integrado nas Comemorações do Dia Mundial do Teatro que se assinala na véspera, o Clube Figueiroense recebe no próximo dia 28 de Março, pelas 16 horas, a Opereta “Campinos, Mulheres e Fado”.
Trata-se de uma peça levada ao palco pela Companhia de Teatro do Ribatejo, encenada por João Coutinho.
A entrada tem um preço de 2,5 euros.


Convocatória da Associação de compartes

sábado, 6 de março de 2010

Promiscuidade


Li este texto ,e não resisti de o transcrever aqui,porquê? bom, na realidade a minha formação académica é eminentemente de natureza técnica ,e nem sempre tenho a capacidade de, por palavras, expressar o que me vai na alma, e porque me identifico na essência, com esta visão,decidi publicá-lo dando uma pequena ajuda na sua visibilidade e fazendo dele as minhas palavras,espero que o" Jumento "não leve a mal... 


-------------------------------------------



"PROMISCUIDADE
Cada vez mais me enoja a promiscuidade na capital deste país, um pequeno grupo de gente que se auto-designa de elite, nascidos na classe média da administração salazarista e que hoje domina uma boa parte da vida. São jornalistas, são deputados, são jurisconsultos, são consultores das mais variadas artes, são comentadores televisivos, são gente que nunca teve dificuldades na vida, a quem para arranjar um emprego para um filho basta um telefonema, para comprarem um carro novo basta uma cunha para mais uma avença. Se foram apanhados na declaração de IRS telefonam ao fulano tal, se precisam de uma operação no hospital passam à frente da fila de espera, resolvem todos os seus problemas com um mero telefonema, são um verdadeiro grupo mafioso assente numa imensa rede de contactos, de compadrios assentes na troca de valores.
Esta gente não tem cor política, não tem ideologia, não tem princípios, não tem o mais pequeno respeito pelo povo que os alimenta e enriquece, de manhã são jornalistas e à noite bloggers, num dia são magistrados e no outro juízes desportivos, se estão na oposição coleccionam avenças, quando beneficiam do poder vão para administradores de empresas públicas, ora são assessores de líderes partidários, ora são directores de jornais. Esta gente não imagina o que é viver com o ordenado mínimo, nunca estiveram em terra a esperar o regresso de um pai que está no mar debaixo de um temporal, não sabem quanto humilha estar numa fila de desempregados, não imaginam o que se sofre quando se tem de alimentar filhos sem ter dinheiro, não sabem o que é mandar um filho para a escola sem o pequeno-almoço. Não sabem, não imaginam, nem querem saber, têm o maior do desprezo pelo povo cuja opinião gostam de manipular. No entanto ganham rios de dinheiro a comentar nas televisões sobre a melhor forma de resolver os problemas do país e dos portugueses.
Andam por aí a alardear grandes currículos, são ilustres jurisconsultos, jornalistas de primeira água, comentadores televisivos, sentem-se superiores aos que tanto usam nos seus discursos de conveniência. Queixam-se da crise mas ganham com ela, propõem sacrifícios para os outros mas multiplicam a sua riqueza, preocupam-se com a iliteracia mas olham para os outros com o desprezo e incomodam-se pela falta do perfume a 100 euros, há décadas que propõem novas soluções e o resultado é aquilo que se vê.
Cada vez sinto mais nojo desta elite que julga que todo o poder eleito pelo povo lhes deve prestar vassalagem, estão convencidos de que só os “bem falantes” têm direito a expressar as suas opiniões, que julgam que o povo que vota é uma imensa borregada que lhes deve perguntar onde devem votar, que acham que podem fazer e desfazer qualquer político.
É tempo de dizer não a esta imensa promiscuidade disfarçada de bons princípios. É preciso dizer não a esta gente, denunciá-la, combatê-la, antes que passemos a sentir nojo do próprio país. Portugal não é esta seita de proxenetas de gravata Hermes, que se instalou no poder da capital para viver à custa do subdesenvolvimento do país. O meu país é o meu povo e esse é eticamente muito superior a esses canalhas, é gente que sua por cada tostão de ganha, trabalhadores que tiram dos seus filhos os impostos que alimenta essa elite da treta, empresários que todos os meses lutam para que as suas empresas consigam pagar os ordenados dos trabalhadores no fim do mês."

(Texto retirado do blogue "O Jumento")