Singral Cimeiro - Campelo (Figueiró dos Vinhos) - (Latitude 40.0408) (Longitude 8.23927) Altitude 673 Mts. -

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Ainda a propósito dos sinais na N 347 (próximo do KM 66)

A propósito ainda, deste reparo feito por mim ,a 11 de Junho de 2008 ,veja-se o "post"
(http://singral.blogspot.com/2008/06/sinalizao-excessiva-ou-o-negcio-dos.html ) gostava de partilhar com os meus leitores,que a Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos ,acolheu a minha preocupação, e confirmou-me que enviou um pedido de esclarecimento ás Estradas de Portugal , aguardando uma resposta, assim como eu próprio enviei um email á mesma instituição e foi-me respondido que me darão um esclarecimento adicional logo que seja averiguado o assunto em questão,em conversa e troca de impressões com várias pessoas da Freguesia saliento o facto que a grande maioria acha esta atitude um absurdo, e de todas as opiniões colhidas, apenas a de um cidadão com responsabilidades políticas na Freguesia se mostrou indiferente,comentando a certa altura... "eles é que sabem ,eles é que tem lá os técnicos (?) não tenho nada a ver com isso". (ponto final).

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Alge em festa no próximo mês




No Singral já se vive ambiente pré festa...



Já se vive um ambiente pré festivo no Singral, e alguns preparativos de alindamento do largo fronteiro á Capela já começaram, aguardam-se melhorias na iluminação, ainda até ao fim de semana,com o apoio da Câmara Municipal.




A Comissão de compartes alerta!

Sessão de esclarecimento sobre fogos,com a presença de entidades relacionadas com o sector florestal.

No próximo sábado e antes da reunião já anunciada da ZIF de Campelo,terá lugar no mesmo local uma sessão de esclarecimento sobre a problemática dos incêndios florestais no âmbito da campanha nacional “Portugal sem Fogos depende de todos”, onde participarão o Sr. Comandante da GNR, Sr. Comandante dos Bombeiros, o Técnico do Gabinete Técnico Florestal da Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos e o Técnico em representação da Direcção Geral dos Recursos Florestais, para além da Engª Sónia em representação da FICAPE, contamos consigo!




domingo, 20 de julho de 2008

Ordenado Máximo Nacional - Utopia ou imperativo?

Últimamente a expressão "crise" tem sido abundantemente utilizada ,para de algum modo servir de base, na tentativa de explicação de dificuldades económicas, sentidas por muitos de nós recentemente... e ampliada para outros que já as sofriam. A "crise" é como o vento, está sempre a mudar de direcção e nunca volta a ter a mesma maneira de soprar... e jamais será como já foi.Por outro lado espero que não seja um malefício evolutivo, mas sim apenas uma perturbação transitória,que está a provocar uma desregulação do "sistema"penso contudo, que neste particular, o económico, se deve em grande parte á ganância desmedida dos "humanos"não é preciso fazer nenhum mestrado, para se perceber que muitos ganham aquilo que não merecem, e outros merecem mais do que aquilo que ganham.Na minha opinião, a sociedade devia reger-se (já que temos inteligência) nesta matéria, por padrões de hierarquias de competências, e devíamos ser recompensados por aquilo que valemos, ou pelo esforço que dispendemos e não por tráfico de influências . Assim, lembrei-me que se poderia implementar o "Ordenado Máximo Nacional"á semelhança do já existente "Ordenado Mínimo Nacional"se este último pretende dar uma resposta, para impedir muitos de nós de adquirir-mos o estatuto de quem vive no limiar da pobreza , o primeiro serviria para impedir" alguns " de adquirir o estatuto de previligiados, magnates,e outras coisas parecidas com Gates, sem contudo lhes retirar o mérito (se o tiverem) e o direito a terem mais do que os outros, se o merecerem, mas sempre criando uma fronteira, que delimitasse o descarado exagero, quem sabe se a riqueza assim distribuída, não iria contribuir para minimizar as descaradas assimetrias que se verificam actualmente.Se a proposta fosse aceite,muito teria que ser equacionado como por exemplo, quanto seria esse máximo...mas penso que 90 mil euros por mês ( exemplo) seria demais, não acham?Bom, numa discussão séria sobre este assunto, acho que se chegaria a um consenso. A partir desta "utopia" que aqui vos deixo, vou pôr á vossa consideração uma sondagem, participe!

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Campelo e o "Viveiro das trutas" ... mais do que isso!

Panorâmica do Viveiro das Trutas (Campelo)




Sem dúvida que, para aqueles mais observadores e interessados, já teriam reparado, que Campelo, detinha umas instalações vulgarmente conhecidas por viveiro das trutas,que para além de poder constituir, um polo de atracção turística com infraestruturas capazes (se aproveitadas) para poder acolher visitantes, não só para disfrutar de alguma gastronomia, mas também de algum alojamento, tinha também a possibilidade de ter trutas em cativeiro , e que, segundo julgo saber, outrora serviam também para repovoar rios e ribeiras onde a truta escasseava. Segundo me foi dado a observar ,estas instalações vinham já á alguns anos, a evidenciar um claro desgaste, e o seu perfil de referência turística encontrava-se já fortemente debilitado... agora, e alertado pelo meu leitor Helder Martins,(que desde já agradeço)verifico que novos projectos estão em curso, será que independentemente do cariz ecológico desta iniciativa ,Campelo vai ressuscitar desta letargia turística? Quanto mais não seja, os estudiosos destas espécies poderão contribuir com a sua presença por estas paragens... e a ribeira do Singral vai voltar a ter algum peixe?será que este curso de água vai ser requalificado? Bom eu só faço é perguntas parvas mas, e para não me alongar mais, passo a transcrever duas notícias mais abaixo, que explicarão melhor o que estou a tentar dizer, no caso de ainda não estar cansado de ler...

Assinatura de protocoloQuercus-Município de Figueiró dos Vinhos

No dia 15 de Julho realizou-se pelas 14h30m, no Aquário Vasco da Gama em Lisboa, a Apresentação Pública do Projecto de Conservação ex situ de organismos fluviais e a Assinatura do Protocolo entre as várias entidades envolvidas, nomeadamente o Município de Figueiró dos Vinhos. O principal objectivo deste projecto consiste em reproduzir e manter populações ex situ de algumas das espécies de organismos de água doce mais ameaçadas no continente português. O projecto será desenvolvido em instalações da Direcção Geral dos Recursos Florestais, localizadas em Campelo, concelho de Figueiró dos Vinhos, no Sítio de Interesse Comunitário "Serra da Lousã". O local integra-se na bacia hidrográfica do rio Tejo. Trata-se de uma antiga piscicultura actualmente desactivada. As instalações são compostas de nove tanques ao ar livre, cada um com cerca de 21 m2 de área e profundidades variáveis, e oito tanques interiores de pequena dimensão (60x40 cm). Dispõe ainda de um edifício de apoio com duas salas para laboratório e exposições, e uma sala para apoio.
(Fonte -Município de Figueiró dos Vinhos)


Aprovado plano para salvar peixes e plantas em vias de extinção

Cinco espécies de peixes de água doce e três de plantas em vias de extinção vão ser alvo de um projecto de reprodução em cativeiro e de repovoamento de rios, de acordo com um protocolo assinado esta terça-feira, noticia a Lusa. O projecto será desenvolvido em instalações da Direcção Geral dos Recursos Florestais, localizadas em Campelo, concelho de Figueiró dos Vinhos, numa piscicultura desactivada. O objectivo do projecto é reproduzir e manter populações de algumas das espécies de organismos de água doce «mais ameaçadas no continente português», segundo a associação ambientalista Quercus, uma das subscritoras do protocolo. Em causa estão cinco espécies de peixes do Oeste e do Sul do país: a boga do Oeste (Achondrostoma occidentale), a boga-portuguesa (Iberochondrostoma lusitanicum), o escalo do Mira (Squalius torgalensis), o escalo do Arade (Squalius aradensis) e a boga do Sudoeste (Iberochondrostoma almacai). O protocolo abrange ainda três plantas: o narciso do Algarve (Narcissus willkommi), o trevo-de-quatro-folhas (Marsilea quadrifolia) e Pilularia minuta. Além da Quercus, o protocolo foi também assinado pelo Instituto Superior de Psicologia Aplicada, a Marinha Portuguesa - Aquário Vasco da Gama, a Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Técnica de Lisboa e a Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos. Duas fases A primeira fase do projecto, que vai durar três anos, tem como objectivo reproduzir as espécies e garantir a manutenção de um repositório genético em cativeiro. A segunda fase prevê a utilização destas populações em acções de repovoamento dos rios, associadas a projectos de recuperação de linhas de água.

(Fonte-IOL Portugal diário -17-07-2008)

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Os chineses e a internet...nos jogos oímpicos.

Li por aí algures,que os exportadores das"lojas dos 300" não querem que a internet esteja com todas as portas abertas ,por causa dos jogos olímpicos.
Foram feitos testes e concluiu-se que as autoridades chinesas já bloquearam os acessos aos Bloggers e ainda faltam cerca de três meses para os ditos "Olympic Games"...
O comité Olimpico Internacional terá feito um pedido ás autoridades chinesas para desbloquear estas restrições mas parece ter sido infrutífero. Óbviamente que estou preocupado com esta medida,porque assim os cerca de 30000 jornalistas presentes para a cobertura deste evento não vão poder saber o que se passa através do blog do Singral... Já é muita gente a querer pôr-nos no anonimato, bolas!



Onde é que eu li isso? foi aqui.

http://www.labnol.org/internet/blogging/china-blocks-blogger-blogs-beijing-olympic-games/3147/

Fontão Fundeiro em Festa este fim de semana!

O Lugar de Fontão Fundeiro realiza a sua festa anual este fim de semana.




FICAPE convoca reunião para Audiência Final sobre a ZIF de Campelo






NUCLEO FUNDADOR DA ZONA DE INTERVENÇÃO
FLORESTAL DE CAMPELO


Torna-se público,nos termos do n.º1 do art.9.º,do decreto-Lei n.º
127/2005,de 5 de Agosto,que terá lugar no "Penico"-Salão de convívios de Alge,do Concelho de Figueiró dos Vinhos,no dia 26 de Julho do ano corrente,pelas 18 Horas,a reunião de audiência Final da Zona de Intervenção Florestal (ZIF) de Campelo.

Convocam-se todos os proprietários/produtores florestais com áreas florestais na freguesia de Campelo a participar na reunião de Audiência Final que terá a seguinte ordem de trabalhos:

1. Análise e resposta dos esclarecimentos solicitados e das sugestões efectuadas durante o período de consulta pública da ZIF Campelo;

2. Outros assuntos.













Obs: Apela-se a todos os proprietários ou herdeiros do Casal do Singral, que estejam presentes nesta data na Aldeia, por causa da festa, que disponham de algum tempo e participem nesta reunião!

terça-feira, 15 de julho de 2008

O XII encontro dos povos no St. António da Neve

Foi no passado dia 12 que se realizou aqui no St. António da Neve, conforme anunciei
mais um encontro de gentes, oriunda da Lousã e não só, pouco posso acrescentar pois não pude estar presente senão por alguns minutos, e já depois das 16 horas, compromissos profissionais não me permitiram estar aqui mais tempo,no entanto foi notório que o estado do tempo não ajudou ,o vento era abundante e muito forte . Durante a pequena incursão que fiz ao local ,não vi ninguém meu conhecido... a não ser o homem das farturas... ficam algumas fotos para tentar ilustrar um pouco melhor o ambiente que se vivia áquela hora.























Vai mais uma
fartura ?


quinta-feira, 10 de julho de 2008

Vida associativa em Campelo

Intervenção da Junta de Freguesia de Campelo no Singral

Há dois dias atrás a Junta de Freguesia de Campelo fez deslocar uma máquina ao Singral e esteve a refazer o aceiro que rodeia o lugar, não só desbravando o mato, mas também alargando-o ligeiramente , nota positiva.





Sede da associação Casa do Povo do Singral

As obras de requalificação da nossa sede estão já em fase final, grandes melhorias foram feitas, que penso serão do agrado de todos os sócios .A nossa festa anual em honra de S.Tiago este ano irá ter um melhor e acolhedor espaço para receber os visitantes, é já no último fim de semana deste mês. Compareça,será bem vindo ,ficam algumas fotos para documentar a fase final das obras.






quarta-feira, 9 de julho de 2008

Prevenção dos fogos florestais

Na passada quinta feira (dia3) teve início a abertura dos 15 postos de vigia da rede nacional distrito de Leiria.Em figueiró dos Vinhos a vigia então existente (42.03) foi substituída por uma da nova geração, assim como também na Ortiga (42.04) que para além de nova, também mudou ligeiramente de posição por forma a poder avistar o Singral que antes não era possível.Este ano também estou a participar activamente na prevenção aos fogos florestais ,ao que julgo saber muitos dispositivos foram implementados para ajudar á prevenção deste flagelo, até o veículo da Junta de Freguesia de Campelo (Que os meus leitores já conhecem) foi transformado num "Kit" de 1ª intervenção aos focos de incêndio, iniciativa de louvar,pena é que ainda não haja motorista destacado para estas rondas, e se tenha que sobrecarregar a disponibilidade do Sr. Presidente Vitor Vinhas.








Este é o aspecto actual do veículo numa das suas rondas ao Singral.







XII Encontro dos Povos da Serra- Stº António da Neve-

Realiza-se no próximo sábado dia 12, mais um encontro dos povos da Serra, o local é no maravilhoso espaço natural junto aos poços da neve em Stº António da Neve ,em frente ao Trevim serra da lousã.No ano passado faltei... mas no anterior estive cá e gostei,veja neste link, http://singral.blogspot.com/2006/07/festa-no-stantnio-da-neve-x-encontro.html Fica feito o convite,apareçam, pois para além de muita animação cultural também haverá "comes e bebes"


Faço daqui um apelo a todos os participantes que eventualmente leiam este "post" ,para tentarem utilizar os "bidons" para o lixo que produzirem durante esta festa, pois já vi este local completamente conspurcado a seguir a este evento,Julgo que a Câmara de Castanheira de Pera estará atenta a este fenómeno por forma a reforçar os meios de remoção do lixo!








Nota histórica: (Fonte-WIKIPÉDIA)






No antigo Cabeço do Pereiro (Serra da Lousã), ergue-se a Capela de Santo António da Neve em honra de Santo António mandada construir por Julião Pereira de Castro, neveiro–mor da casa real passando assim o local a chamar-se Santo António da Neve. Durante anos, esta capela esteve nas mãos de particulares, mas em 1954 foi adquirida pela Câmara Municipal de Castanheira de Pera e ficou na posse da Junta de freguesia do Coentral. A capela encontra-se classificada como imóvel de interesse público desde 1986.