Singral Cimeiro - Campelo (Figueiró dos Vinhos) - (Latitude 40.0408) (Longitude 8.23927) Altitude 673 Mts. -

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Assembleia de freguesia

Sempre que possível deixo aqui a informação das reuniões de junta, assim, e no propósito de fomentar o aparecimento de mais "fregueses" nestas reuniões, informo que se realiza uma reunião pública da assembleia de freguesia no próximo sábado dia 29-09-2007 pelas 10horas nas instalações da junta de freguesia de Campelo.

terça-feira, 25 de setembro de 2007

O regresso ao "Penico"

A partir de hoje o serviço de bar ,na sede do Penico, volta a ter a presença da sócia Herminia! Obrigado a todos pelo acolhimento caloroso que foi demonstrado; pelos vistos entre outras coisas vamos voltar a ter as tão apreciadas PATANISCAS !

domingo, 23 de setembro de 2007

Iluminação pública em Alge

Certamente fruto das várias trovoadas que têm assolado a zona recentemente,mas o que é certo é que o "pessoal" anda de lanterna em riste pelas ruas de Alge espero que seja por pouco tempo...

Aprenda a rentabilizar a floresta

Srs. proprietários ou produtores florestais, a FICAPE-Cooperativa Agrícola do Norte do Distrito de Leiria C.R.L. , promove uma reunião na segunda feira dia 24 pelas 18 horas ,nas instalações da Junta de Freguesia de Campelo ,com a finalidade de o ensinar a tirar mais e melhor partido dos recursos florestais, contamos consigo.

segunda-feira, 17 de setembro de 2007

Mau tempo no Singral

Esta madrugada,cerca das 6 horas da manhã Alge e Singral foram fustigados por uma violenta trovoada,que deixou pelo menos o Singral sem energia eléctrica durante mais de sete horas e causando estragos em diverso equipamento eléctrico.
As faíscas estalavam dentro de minha casa "saltitando" das tomadas para as paredes,enfim um verdadeiro arraial que nem o cão ficou indiferente...um fenómeno impressionante bem demonstrativo da força da natureza!

Colaboração do Rui (CT2 IQE )



-Alguma “alma caridosa” voltou a colocar no devido local (visível) a placa que tanto tempo esteve derrubada.




-“Recuperação da praia fluvial de Alge”-Mão de obra paga pela comissão de melhoramentos e material oferecido pela C.M. de Figueiró dos Vinhos. Tem por fim evitar o sucessivo desmoronamento da área adjacente que ocorre todos os Invernos -“Asfalto Singral”-Finalmente o lugar mais a norte do concelho de Figueiró dos Vinhos está servido de via de comunicação terrestre digna Marque-se o dia 10 de Agosto de 07 como o concretizar de um “sonho”. Parabéns a quem fez pela sua realização e obrigado a quem o tornou possível. Um abraço e beijinhos Boas férias para vocês RUI ROMÃO-CT2IQE

sexta-feira, 7 de setembro de 2007

Aniversário do "Penico"

Decorreu no dia 18 de Agosto mais um aniversário desta colectividade, desta vez foi o trigésimo primeiro.
Realizou-se um almoço de confraternização, em que nós estivemos presentes , para além de toda a massa associativa ,também contámos com a presença do Sr. Vice Presidente da Câmara de Figueiró dos Vinhos Dr.Álvaro Gonçalves do Sr.Presidente da Junta de Freguesia de Campelo Sr.Vitor Vinhas e de um Jornalista do Jornal "O Ribeira de Pêra " foram mais de cem presenças, todo o evento decorreu em ambiente são e cordial onde também se procedeu á entrega dos troféus relativamente aos jogos realizados durante as festas, o Dr. Álvaro Gonçalves usou da palavra para se dirigir aos presentes em tom amável de onde se realça o desejo da autarquia em apoiar todo este tipo de realizações com os inevitáveis condicionalismos.
No início do almoço foi notada uma escassez de lugares sentados na sala principal da associação,o que obrigou ao improviso de algumas mêsas no pátio exterior por forma a acomodar todos os presentes ao almoço,criando por breves instantes alguma agitação...mas tudo se compôs !


















Casa de Convívio do Povo do Singral

Realizou-se no passado dia 30 de Julho 2007 ,uma assembleia geral, que serviu para eleger uma direcção para a associação, após a indigitação da mesma, foram abordados vários temas como o Casal do Singral. Infelizmente não temos fotos do evento...



Actuais corpos sociais da associação "Casa de Convívio do Povo do Singral"


Mêsa da Assembleia Geral

Presidente - Carlos Manuel Antunes Marçal
1º Secretário - Amândio Álvaro Lourenço
2º Secretário - José de Jesus Covas

Direcção

Presidente - António Pereira de Carvalho
Vice Presidente - Armindo de Jesus Varandas
Tesoureiro - Carlos Alberto Ferreira Dias
Secretário - José Dias
1º Vogal - Victor Manuel Henriques Lourenço
2º Vogal - Jorge Manuel Ferreira Lourenço
Suplente - Pedro Nuno Queirós de Carvalho
Conselho Fiscal
Presidente - Mário Rodrigues Marques
Secretário - Victor Manuel Ferreira Dias
Relator - José Rosa dos Santos

Asembleia geral no "Penico"

Realizou-se a habitual assembleia geral de Agosto no dia 17 -08-2007,que decorreu com normalidade e com grande espírito de participação dos sócios presentes, o evento no entanto ficou marcado por uma falha geral de energia eléctrica, e porque foi á noite, os presentes viram-se obrigados a continuar a reunião à luz da candeia.Foi feita uma apresentação do relatório de contas e actividades, e foram abordados alguns projectos para o futuro, com as naturais divergências de alguns a assembleia saldou-se por um consenso generalizado.











Festa anual em Alge -2007-

Estivemos presentes ,e mais uma vez diga-se, em bom ambiente e com tudo a correr bem, aqui ficam uns salpicos fotográficos do acontecimento .












































































segunda-feira, 3 de setembro de 2007

Casa á venda em Singral Cimeiro


Foco de incêndio perto do Singral !

Foi no dia 26 de Agosto que deflagrou um foco de incêndio no alto da serra mesmo em frente ao Singral, era da parte da tarde e estava fresco... (?) felizmente que foi dado o alerta com rapidez e foi rápidamente debelado com a pronta intervenção dos meios aéreos, foi feito um pequeno filme documental desde a casa do Amândio.


Carta aberta á Srª Sofia Costa

Carta aberta á Srª Sofia Costa


Sem querer alimentar polémicas estéreis,não resisto á tentação de esclarecer algumas questões que são levianamente levantadas pela nossa leitora e proprietária de uma parcela de terreno no Singral Cimeiro.
Não fora o nosso primeiro encontro em 2006 , ao qual reagi com este artigo (clique e leia) o espanto teria sido ainda maior, ao lêr o comentário que amávelmente a nossa leitora e filha da terra Srª Sofia Costa nos deixou no livro de visitas. (Veja-se o comentário)
Sem dúvida que este assunto não sendo genérico ,só interessa à pequena comunidade de Singral Cimeiro,e para que fique bem claro, queria deixar aqui bem patente que não me move nenhuma animosidade especial em relação a esta Srª que em boa verdade mal conheço ...apenas lamento a falta de sensibilidade que demonstrou ,quando de uma forma grotesca e com alguma falta de cortesia nos abordou em 2006 afirmando-se proprietária de um terreno que eu e a cara metade tínhamos limpo e tentado converter numa pequena horta pois estava há mais de vinte anos transformado num verdadeiro matagal ! Convém esclarecer que ao contrário do que a Srª Sofia sugere no seu comentário, não se tratou de ocupação selvagem, mas sim com a autorização insistente de um familiar seu, que repetidamente nos disse, que não havia problema nenhum em fazermos aí uma horta e que a iria informar...
O familiar em causa trata-se da Srª Ermelinda, actualmente a residir em Sarzedas de S.Pedro, mas que pontualmente visita o Singral,tudo isto que estou dizendo,pode ser atestado por várias testemunhas aqui na Aldeia, e nós de boa fé aceitámos a oferta ,após termos sido informados insistentemente pelo seu familiar que o podíamos fazer,afinal se havia quezílias entre a família, nós de nada sabíamos ,e acreditámos que estariam de boa fé para connosco:O objectivo era apenas cultivar a terra e não mais do que isso! Posteriormente outros vizinhos da terra que souberam deste acontecimento até nos facilitaram outro local para levar a bom termo a nossa intenção, aos quais agradecemos essa gentileza.E poderá perguntar a Srª,e porquê ali ? bom...porque está junto das casas e até tinha um ponto de água que facilita a rega e assim juntava-se o útil ao agradável ,despoluía-se o local e retirávamos alguns produtos hortículas da dita parcela.
Julgo que não seja por estupidez ,ou mesmo ignorância, esta sua atitude de nos chamar ladrões,a única explicação que encontro à luz da minha análise ,será uma motivação fundada em informações inquinadas, provenientes de fontes menos fidedignas, que nutrem um elevado grau de inveja, em face de toda esta situação só posso exprimir pena e tristeza.
Estou convencido que a maioria da Aldeia que nos conhecem,não comungam da sua opinião e não obstante sermos uns” forasteiros”, conforme Vxa. mesmo nos apelida ,gostamos muito deste lugar e respeitamo-lo ao ponto de o termos escolhido para aqui residirmos.
Permita-me minha Srª que questione,- que respeito tem para com os seus concidadãos que embora legítimamente esta parcela seja sua propriedade,nunca lhe ligou importância nem quis saber, não se sente moralmente traidora para com aqueles que lhe legaram o pouco ou muito que herdou?-
Não me vou alongar mais, pois acho que na sua essência este assunto está mais do que esclarecido,apenas gostaria, que todos aqueles que são familiares ou filhos da terra ficassem a sabêr que não nos move nenhuma estratégia obscura a nossa presença aqui no Singral, que nos foi dado a conhecer por um amigo de longa data ,que é filho de naturais desta terra,naquilo que pudermos fazer estamos dispostos a ajudar para dignificar e engrandecer este lugar,creio que já demos algumas provas disso...não obstante ,tanto quanto julgo saber ,só houve até agora uma voz discordante,mas que ,tanto também quanto sei, não granjeia de muita popularidade...Numa sua próxima visita aqui ao Singral, teríamos muito gosto em recebê-la na nossa casa ,e prestar esclarecimentos adicionais em relação a este assunto ,numa forma cordial e civilizada.
Bem haja, José Farinha e Hermínia


Notas finais: O muro a que se refere no seu comentário ,era apenas uma vedação tosca em paus e arame p/evitar que a fauna nos comesse as culturas, para o caso de não saber, pois já é longa a sua ausência, aqui proliferam javalis,veados e coelhos!
Fundação da Aldeia: Ainda não encontrei referências históricas precisas quanto á data da fundação de Singral Cimeiro,mas posso afirmar que já em 1527 havia documentação na Câmara de Miranda do Corvo que referia este lugar,a ser objecto do censo da época !

Aspectos da construção da estrada Alge -Singral

Junto umas fotos e aproveito para aqui fazer uma pequena correcção da notícia publicada no jornal "A Comarca" pag.9 de 12 Agosto onde se refere que foram 8 Km de estrada; mas na realidade deverá saber-se que entre a saída da estrada de Alge e a chegada ao Singral distam apenas 3,3 Km de caminho que foi agora asfaltado.
Um abraço ao colega da Comarca.